Rafinha Bastos – A Arte do Insulto

No dia 10 de maio, a Villela Produções traz a Aracaju o humorista, ator e jornalista Rafinha Bastos.

Rafinha Bastos é um dos grandes nomes nacionais do “stand-up comedy”, além de ser uma dos homens de preto da equipe do programa CQC.

CQC?

Quem não conhece, meus pêsames, pois é um dos melhores programas da nossa pobre TV aberta. CQC siguinifica “Custe o Que Custar”. É um programa que mistura humor inteligente com jornalismo combativo, e vai ao ar toda segunda-feiras a noite na Band.

stand-up comedy”?

O conceito é bem simples e legal. Só o termo em inglês que acho feio. Deve ser porque a tradução “comédia em pé” também não é grande coisa. O grande barato deste tipo de espetáculo é que o humorista geralmente fica de cara limpa, face a face com o público. Neste caso, as risadas são muito mais dependentes do talento do humorista.

Foi nos Estados Unidos que Rafinha Bastos teve seu primeiro contato com este tipo de humor: “Me apaixonei pela comédia de cara limpa porque vi nela uma possibilidade de aliar o meu conhecimento de ator e jornalista”, explica ele. O formato ganhou projeção no Brasil em 2005 com a criação do Clube da Comédia Stand-up. O grupo fundado por Rafinha Bastos, Marcelo Mansfield, Diogo Portugal, Marcela Leal e Oscar Filho já tem CD lançado e faz apresentações por todo o País.

Bom… explicando não tem tanta graça. Veja o vídeo que separamos e entenda melhor o que é “stand-up comedy”.

Vídeo

Em Aracaju, Rafinha apresentará o show “A Arte do Insulto” que discorre sobre assuntos tão polêmicos e “incorretos” quanto pena de morte, eutanásia, casamento e religiosidade (como todo bom humorista judeu). Mas ele deixa claro que não quer ofender ninguém com isso. “Quero, sim, é arrancar risadas do meu público, com textos e opiniões nada convencionais para um show de humor”, diz Rafinha.

Atração / Show

  • Rafinha Bastos
  • A Arte do Insulto

Data / Hora / Local

  • 10 de maio (domingo)
  • 21 horas
  • Teatro Tobias Barreto – (79) 3179-1490

Preço

  • R$ 40,00 (inteira)
  • R$ 20,00 (meia)

Outro vídeo

Este é mais um evento assinado por:

Cobertura: Teatro Mágico No Camping Clube 12 de Março de 2009

Longe da crítica, perto dos sergipanos. Numa noite em que a magia verdadeiramente prevaleceu, se apresentaram mais uma vez em Aracaju, desta vez no camping club, a banda sergipana Naurêa e trupe universal(me recuso a dizer trupe paulista ou trupe brasileira) denominada O Teatro Mágico.

Como foi o show:

Fazer a cobertura do Show da trupe O Teatro Mágico foi uma experiência nova e muito interessante. O publico, em geral muito diferente dos outros shows que já vi, era muito alegre e cheio de atitude para ousar na maquiagem e nas roupas extravagantes, que foram apenas um detalhe do show em si. O teatro mágico, quer pelo seu desempenho no palco, quer pela sua criatividade, cativou o publico presente que retribuíram com muita euforia, gerando aquela reciprocidade entre os fãs e ídolos tão comuns nos grandes e bons shows.
O local ofereceu bastante espaço e estava muito bem organizado, até teve a tradicional Lojinha do Teatro Mágico. A iluminação em geral deu ao ambiente um ar bem legal e relaxado, e a grama então, perfeita para sentar e curtir o show bem a vontade.

Por Sofia Andueza

Um ambiente com harmonização e bem-estar que proporcionava prazer por estar ali, foi a minha primeira cobertura no AAmigos e uma experiência em tanta. Foram muitas gargalhadas, só alegria. Naurêa entrou arrebentando e botando a galera para libertar suas inibições, e o publico retribuiu mesmo com o maior fervor!  Enquanto a trupe O Teatro Mágico, nunca havia tido contato próximo com eles, mas quando  tive percebi que eles são bastante originais. Realmente foi a originalidade foi o que mais me chamou a atenção neles, além disto, são também bem simpáticos. Talvez devido ao choque com algo muito diferente, não curti tanto as músicas quanto a paixão dos demais presentes transparecia que eu deveria. O que achei realmente muito interessante foi que a galera sabia a letra na ponta da língua, eu fiquei besta, pois nunca tinha ouvido, nem visto, nem nada, mas o povo se encantava, chorava. Quase houve um desmaio do meu lado, quando o cantor entrou! Maravilhosa apresentação deles, espetacular amei e fiquei  besta de tanta sincronia entre eles!

Por Ligiane Prado

O Teatro Mágico no Camping Clug [Divulgação, informações sobre as atrações e o evento]

Fernando Anitelli na UFS [Palestra]

Fotos:

Cobertura feta por Sofia Adueza e Ligiane Prado

Renato Piaba – “Sem Censura” volta ao Tobias Barreto

Nesta Sexta e Sábado, 07 de março, o humorista baiano Renato Piaba volta a apresentar o espetáculo Sem Censura no Teatro Tobias Barreto. Em novembro do ano passado, o mesmo espetáculo ficou em cartaz no Teatro Tiradentes, na UNIT.

Com dez anos de carreira, Renato Piaba tem 50 anos, é formado em Educação Física. Ele começou a fazer humor ainda menino, brincando com amigos de infância. Depois passou a se destacar nas academias que dava aula e animar festas dos comissários dos blocos de Salvador. Seu primeiro show como profissional foi “Salve-se Quem Puder”, com direção de Fernando Guerreiro, que ficou em cartaz por mais de um ano.

Depois vinheram:

  • “Traumas e Risos”, com textos e direção do próprio Renato
  • “Traído mas quem não é?”, com direção de Felinto Coelho
  • “Tudo a meia luz”, com direção de Sônia de Brito.
  • “O contador de estórias”, inspirado no Filme Forrest Gump
  • “Dr Piaba Ginecologia e Urologia”
  • “Dr Piaba atende pelo SUS”
  • “Piaba para Presidente”
  • “Piaba Folia”, uma homenagem a maior festa popular do mundo
  • “Na Cama com Piaba”. Considerado o mais inovador dos seus shows. Neste espetáculo, Piaba conta histórias hilariantes da rotina de homens e mulheres.
  • “Intimidade.com”. Um dos mais recentes shows. Também considerado muito inovador.

“Fazer teatro na Bahia não é fácil e fazer um espetáculo de humor sozinho em um palco é mais difícil ainda, mas eu sempre gostei de desafios, por isso, há doze anos, depois de picado pelo bichinho do teatro, abandonei tudo para me dedicar a fazer humor”. Disse o Humorista.

Hoje Piaba é um dos artistas que vem fazendo mais shows em todo Nordeste, são aproximadamente 147 apresentações por ano e agenda lotada até dezembro de 2007. Isso se deve ao carinho e atenção de todos aqueles que gostam e apostam no humor cotiadiano de Renato Piaba.

Fonte: www.renatopiaba.com.br/

.

Renato Piaba – “Sem Censura” em Aracaju

Data / Local

  • Dias 06/03 e 07/03 (Sexta e Sábado)
  • Teatro Tobias Barreto

Horário

  • 21 horas

Preço

  • R$ 40,00 (inteira)
  • R$ 20,00 (meia)
  • Promoção até o dia 04/03:
    • R$ 15,00 (meia) + 2 Kg de alimentos.

* Venda de Ingressos: no local

Troque pontos do Bomclube no Hiper-Bompreço (Jardins e São José) por vale-ingresso nos Balcões Bomclube.

fonte: tvglobo.domingaodofaustao.globo.com

Teatro Mágico No Camping Clube 12 de Março de 2009

O Teatro Mágico (de novo) em Aracaju.

Naurêa e O Teatro Mágico no Camping Club [Cobertura do Evento]

Fernando Anitelli na UFS [Palestra]


Prato cheio para os fãs da trupe, está confirmado para o dia 12 de março no Camping Clube em Aracaju mais uma apresentação do Teatro Mágico. O grupo realizou em 31 de Outubro do ano passado uma apresentação espetacular no palco do Espaço Emes. Para quem gosta, é um prato cheio depois das agitações do carnaval. A Cia traz um show repleto de elementos musicais e visuais que encantam o público. O retorno à Aracaju é parte da turnê do Segundo Ato, lançado em 2008, mas o repertório traz canções do primeiro álbum do grupo e algumas “inéditas”.

“Longe da crítica, perto do público”, assim relata o jornal “Folha de São Paulo”, elegendo, através de seus leitores, a cia. musical e circense O Teatro Mágico como o melhor show da atualidade no Brasil.

A trupe criada por Fernando Anitelli, lança seu segundo trabalho com a proposta de entrar mais a fundo nos debates sobre problemas característicos de nossa sociedade. As músicas do álbum parecem penetrar o íntimo desta realidade.

No primeiro CD (Entrada para Raros), a trupe estava imersa num universo paralelo, num lugar onde tudo era possível, falávamos de lutar pelos nossos ideais, pelos sonhos. No “Segundo Ato”, a gente dialoga sobre como realizar isso. É como se a trupe chegasse à cidade e se deparasse com as questões sociais e urbanas, como o cotidiano dos mendigos citados na música “Cidadão de Papelão” ou a problemática da mecanização do trabalho, questionada na canção “O Mérito e o Monstro”. Indo mais além, na música “Xanéu nº5?, há um debate sutil e, por vias opostas, mordaz, sobre o amontoado de informações que absorvemos, sem perceber, assistindo aos programas de TV da atualidade, explica Anitelli.

O espetáculo permanece em sua essência do “podemos ser quem e o que quisermos”. Envolvidos pela música descobrimos a satisfação em ser um pouco mais do que acreditamos, ou do que somos obrigados, e nos deixarmos conduzir pelo ritmo, mergulhando num prazerozo conflito entre a realidade com o sonho.

Data/Local

  • 12/03/2009 – 21h
  • Camping Club Aracaju

Atrações

  • O Teatro Mágico (SP)
  • Naurêa (SE)

Preço / Pontos de Vendas

  • R$ 20,00
  • Loja Stalker / Shopping Jardins

Realização

  • Villela Produções
  • Meugênio Produções


No final de outubro passado, O Teatro Mágico esteve em Aracaju num magnífico espetáculo no espaço EMES. Abaixo, pra relembrar, nossa opinião sobre este espetáculo [ clique AQUI para ver as fotos ].

“A poesia prevalece…” Assim começa a primeira noite do Dueto Cultural, com a apresentação da Cia. circense O Teatro Mágico. “Evoca-se na sombra uma inquietude…” E vê-se agitar um público ansioso. Muita gente ainda fora do espaço pôs-se a correr agoniadamente quando ouviu o chamado. O Teatro Mágico sobe ao palco e, mesmo sem o abrir das cortinas, começa um espetáculo envolto de expectativas. Amadurecência arrepia e Abaçaiado levanta a galera mostrando nada mais nada menos do que aquilo que o grupo faz muito bem: transmitir paixão pelo que faz. As pessoas foram se aglomerando em frente ao palco e ficando juntinhos, juntinhos, “como arroz e feijão”.

O público pulava, vibrava, se soltava. Cada um assumia seu personagem, já que tudo era permitido e a ordem era curtir. Impossível não se emocionar com o coro dos fãs em todas as músicas com letrinhas na ponta da língua. “Ana e o Mar” num solo instrumental e todo mundo cantando… Lindo! O repertório não deixou a desejar e a cada canção vivia-se um momento um único e inesquecível. “A fé solúvel” fez uma fãzinha ao meu lado chorar, soluçar e tremer. Ela dizia: “Eu amo, eu amo… Não consigo me controlar!” Pergunto se alguém conseguiu. Não falo de descontrole no sentido de perder as rédeas, sim de se permitir enlouquecer um pouco, imaginar muito e se deixar levar sem reprimir. Notavelmente o público se entregou e entrou no mundo dos sonhos, da magia. As performances no tecido acrobático, no trapézio e no palco hipnotizaram algumas pessoas, encantaram todo o público. Era o teatro mágico de uma realidade que desejamos, da vida real misturada com a que imaginamos. Sucessos do álbum “Entrada para Raros” completavam o repertório do show “Segundo Ato”.

Difícil definir o ponto ‘G’ do show de TM, vai ficar por conta de cada um. Como dito anteriormente, ocorreu um verdadeiro espetáculo sonoro, visual e de contato. Estaria mentindo se dissesse que não existem palavras para descrever o show, pois as próprias palavras cantadas o definem e, utilizando algumas poucas (com exagero de fã ou não), fica assim entendido: perfeito, maravilhoso, completo, excelente, gigantesco, espetacular. Vamos finalizar os comentários sobre o Teatro Mágico assim: “Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você”, com a lembrança das palmas, do coro, da sensação coletiva de satisfação e saudade, da tristeza pelo fim misturada à alegria pela realização.

Cobertura: Samara e Vinicius

Algumas fotos do show de outubro de 2008 no Espaço Emes: