As vacas, essas inconvenientes

Fonte: verbeatblogs.org/sergioleo

fondo_vaca_lengua_640.jpg
Como todos sabem, os maiores culpados pelo efeito estufa são as vacas e sua flautulência incontrolável. Três quartos do metano lançado na atmosfera vêm dos quartos traseiros dos bovinos, o que, aliás, é um argumento a mais em favor do vegetarianismo. Verdura não solta gases, pelo contrário, ajuda a fixar nitrogênio no solo..

Mas alguns corajosos pesquisadores decidiram meter o nariz no assunto e pesquisam uma solução em engenharia genética para uma linhagem de ruminantes com menor emissão de gases. Claro, só podia ser no Canadá, esse lugar insólito de caubóis sem cartucheira.Também estão tentando mudar a ração dos bichinhos (“não Mimosa, de agora em diante, nada de feijoada!).

Diz um produtor citado pela matéria dO Globo de onde estou tirando essa bobagem, que os animais alimentados com uma ração diferente, menos gasífera, estão até com a pele mais brilhosa e hálito melhor.

“Hálito melhor? Pele mais brilhante? Suspeito que essa pesquisa está indo mais longe do que a gente imagina”, comenta Oliveira, o canalha da redação, que vê perversão em tudo. Só não acredita que as contas secretas descoberta no Senado tenham fins ilícitos. “É nacionalismo dos senadores, se não fosse pelo patriotismo, conta secreta por conta secreta, teriam mandado esse dinheiro para a Suíça”, argumenta o bandido.

Terremoto em Sergipe

Terremoto em Sergipe

O recém-criado Centro Sísmico Nacional detectou que haveria um grande terremoto no Nordeste do país.

Assim, enviou um telegrama à delegacia de polícia de Estância, uma cidade no interior do Estado de Sergipe. Dizia a mensagem:

‘Urgente – Possível movimento sísmico na zona. Muito perigoso, Richter 7. Epicentro a 3km da cidade. Tomem medidas e informem resultados com urgência.’

Após uma semana o Centro Sísmico recebe a resposta.

O telegrama dizia:

“Aqui é da Poliça de Estânça. Movimento sísmico totalmente desarticulado, Richter tentou se evadir, mas foi abatido a tiros. Desativamos as zonas, todas
as prostitutas estão presas.
Epicentro, Epifânio, Epicleison e os outros cinco irmãos estão detidos. Não respondemos antes porque teve um saculejo do cabrunco aqui.”

Atenciosamente Dr. Ludugero – Delegado

Rafinha Bastos – A Arte do Insulto

No dia 10 de maio, a Villela Produções traz a Aracaju o humorista, ator e jornalista Rafinha Bastos.

Rafinha Bastos é um dos grandes nomes nacionais do “stand-up comedy”, além de ser uma dos homens de preto da equipe do programa CQC.

CQC?

Quem não conhece, meus pêsames, pois é um dos melhores programas da nossa pobre TV aberta. CQC siguinifica “Custe o Que Custar”. É um programa que mistura humor inteligente com jornalismo combativo, e vai ao ar toda segunda-feiras a noite na Band.

stand-up comedy”?

O conceito é bem simples e legal. Só o termo em inglês que acho feio. Deve ser porque a tradução “comédia em pé” também não é grande coisa. O grande barato deste tipo de espetáculo é que o humorista geralmente fica de cara limpa, face a face com o público. Neste caso, as risadas são muito mais dependentes do talento do humorista.

Foi nos Estados Unidos que Rafinha Bastos teve seu primeiro contato com este tipo de humor: “Me apaixonei pela comédia de cara limpa porque vi nela uma possibilidade de aliar o meu conhecimento de ator e jornalista”, explica ele. O formato ganhou projeção no Brasil em 2005 com a criação do Clube da Comédia Stand-up. O grupo fundado por Rafinha Bastos, Marcelo Mansfield, Diogo Portugal, Marcela Leal e Oscar Filho já tem CD lançado e faz apresentações por todo o País.

Bom… explicando não tem tanta graça. Veja o vídeo que separamos e entenda melhor o que é “stand-up comedy”.

Vídeo

Em Aracaju, Rafinha apresentará o show “A Arte do Insulto” que discorre sobre assuntos tão polêmicos e “incorretos” quanto pena de morte, eutanásia, casamento e religiosidade (como todo bom humorista judeu). Mas ele deixa claro que não quer ofender ninguém com isso. “Quero, sim, é arrancar risadas do meu público, com textos e opiniões nada convencionais para um show de humor”, diz Rafinha.

Atração / Show

  • Rafinha Bastos
  • A Arte do Insulto

Data / Hora / Local

  • 10 de maio (domingo)
  • 21 horas
  • Teatro Tobias Barreto – (79) 3179-1490

Preço

  • R$ 40,00 (inteira)
  • R$ 20,00 (meia)

Outro vídeo

Este é mais um evento assinado por: