Rita Lee no Verão Sergipe 2012 – Maravilhosa e Irresponsável

Neste fim de semana, no festival anual chamado Verão Sergipe, a lenda viva do rock nacional, Rita Lee, em seu último show da carreira, parou  para discutir com PMs de forma lamentável e irresponsável.

Irresponsabilidade

Rita Lee, com sua vasta experiência, deliberadamente provocou os policiais e incitou o público contra estes. Os PMs agiram de forma exemplar, pois nem mesmo atenderam ao desejo/pedido da própria Rita Lee para ser presa. Esperaram acabar o show e aí sim a prenderam. Isto reduziu os riscos relacionados a irresponsabilidade da cantora. Já pensou se um dos jovens presentes, incitado pela cantora, agredisse um dos PMs? Provavelmente o mesmo revidaria e estaria montado o cenário para que até mortes ocorressem. Parabéns a PM de Sergipe que, ao menos neste caso, agiu da melhor maneira possível.

Aqui em Sergipe não houve nenhuma denúncia de excessos da PM que justificasse a reação da Rita Lee. Os PMs estavam tentando inibir o consumo de drogas durante o show, ou seja, não faziam mais que a obrigação. Faltou discrição ao usuário e bom senso a cantora, esta é a verdade.

Maravilhosa

Rita Lee caprichou na sua despedida. O show foi considerado maravilhoso pelo público presente, estimado em 40 mil pessoas. Alguns consideram o melhor show da vida. No final, já durante o bis, era evidente o clima de admiração, entusiasmo, alegria e saudade. Ou seja, sem o episódio teria sido perfeito. Quase todos os jornalistas odiaram, mas isto não tem importância :). Ao que parece, Rita Lee não deu muita bola para eles.

Governo de Sergipe

O governador foi embora bastante decepcionado assim que as ofensas começaram. Este festival faz parte da estratégia de divulgação do estado. Uma grande campanha é montada e gasta-se muito dinheiro dos Sergipanos. Ele ocorre em praias com forte potencial turístico. Este ano serão 4 dias de shows, dois na Atalaia Nova (também conhecida por Barra dos Coqueiros) nos dias 27 e 28 de janeiro, dois na Caueira nos dias 03 e 04 de fevereiro http://www.veraosergipe.com.br/

Rita Lee continua a mesma, mas a polícia mudou

Nota do SINPOL SE

Quem não gosta da fantástica obra musical da roqueira Rita Lee? Pode-se afirmar, sem medo de errar, que Rita Lee é admirada por todos. Desde “Os Mutantes”, sua música embala várias gerações. Sou fã e continuarei a ser. Mas, meu amor pelo rock e pela obra de Rita Lee não me cegam diante da verdade dos fatos.

Rita Lee foi um dos artistas que com sua obra criticou a ditadura militar que tanto mal trouxe à sociedade brasileira. Rita defendeu e defende os direitos humanos e uma sociedade livre de preconceitos. O que mudou foi que essa defesa é atualmente compartilhada pelos organismos de Segurança Pública.

É certo que ainda pode haver algum exagero na ação policial, mas nada tem a ver com o que acontecia na época da repressão. As polícias passam por um período de transição. Em todo o país, surgem mobilizações em prol, não apenas de melhores salários, como também de valorização dos profissionais com a consequente melhoria do serviço público policial prestado. Os policiais querem ser bem remunerados, realizar um trabalho de qualidade e eficiente, além de serem reconhecidos pela sociedade. As polícias, através de seus policiais, querem deixar de ser do governo para ser do Estado, ou seja, de todos.

A pretexto de defender os fãs de suposta truculência policial, Rita Lee passou a desferir insultos e impropérios aos policiais que estavam trabalhando no local – Atalaia Nova, Barra dos Coqueiros/SE – onde se apresentou no Projeto Verão Sergipe, evento promovido pela Secretaria de Estado da Cultura.

O acontecido evidenciou o amadurecimento dos órgãos policiais sergipanos, de seus servidores e de seu governo. Apesar das ofensas ditas pela roqueira, bem como pela incitação ao público contra os policiais, o show continuou. É preciso parabenizar os policiais civis e militares. Estes mantiveram a calma e o equilíbrio, durante o episódio, aqueles fiveram o devido registro e encaminhamento do ocorrido. É preciso ainda parabenizar o governador do Estado, Marcelo Deda, que presente ao evento, solidarizou-se com os policiais.

http://www.sinpolsergipe.org/noticia.php?sa=10&cod=1985&lay=N